O que é o Preserve Pipa?

Um grupo de pessoas que se importa com a Praia da Pipa e, através dos seus trabalhos e empresas decidiram se unir para fazer mais. O nome já conta uma parte da história. Preserve Pipa é um movimento de empresários que atua com o objetivo de promover sustentabilidade para o destino Praia da Pipa.

Sustentabilidade inclui preservação ambiental, mas vai muito além disso. Inclui, organização das ruas, mobilidade urbana, geração de eventos, divulgação do destino, e ainda uma parceria forte com a instituição publica. Com mais de 60 empresas, o movimento é composto por 3 associações: Associação de Hotéis e Pousadas da Praia da Pipa (ASHTEP), Convention Bureau e Visitors e Associação de Bandeirantes, dessa forma, consegue abarcar todos os tipos de negócios que compõe o município.

Tudo começou com a associação de hotéis, que, apesar de existir há mais de 10 anos, se reorganizou no ultimo ano com uma nova direção. Foi também no ano passado que o Conselho Municipal de Turismo foi criado possibilitando que a Taxa de Incentivo ao Turismo (TIT) fosse arrecadada e usada para ações que envolvem financiamento a eventos, participação em feiras de turismo e ainda recepção de grupos e profissionais para conhecer o lugar.

A TIT é uma taxa voluntária arrecadada por hotéis e agencias de passeios por cada diária ou passeio vendido. Normalmente este valor é uma doação do hóspede que opta por contribuir ou não. De toda a quantia arrecadada, uma parte é direcionada para o Santuário Ecológico de Pipa e outra é depositada na conta do Conselho de Turismo.

O santuário Ecológico de Pipa é uma área de mata preservada que há muitos anos foi comprada pelo sr David Hassett, um inglês que se encantou por Pipa e sua natureza exuberante. Em 1991, ele criou o parque com trilhas, mirantes e uma área dedicada ao projeto Tamar que cuida das Tartarugas Marinhas. Esta área é considerada uma das mais importantes da região, possibilitou que a Praia da Pipa se mantivesse preservada e contasse com o privilegio de ser morada de golfinhos e tartarugas. Mas nem tudo são flores, com um alto custo fiscal e de manutenção, no ano passado, o Santuário corria o risco de ser fechado para visitações, com o financiamento através da TIT, a situação foi revertida.

O conselho de Turismo é um grupo presidido por Beth Bauschwitz, secretária de turismo de Tibau do Sul, e formado por 30 membros entre titulares e suplentes. Metade destas cadeiras são ocupadas por instituições publicas como secretarias e órgãos ambientais e a outra metade formada por representantes da população como associações, receptivos e barraqueiros. Este grupo gerencia e decide de que forma o valor acumulado pela Taxa de Incentivo ao Turismo será usado. Nada vai diretamente para o poder publico, tudo é decidido por este conselho.

No ultimo ano, a viabilização do Festival de Jazz que não tinha acontecido em 2017 por falta de verba, além da implementação do novo formato, a participação nas Feiras internacionais de Turismo nas cidades de Berlim, Lisboa, Buenos Aires e São Paulo foram alguns dos resultados. Isso sem falar nos projetos e ações privadas que a união de empresários pelo bem comum tem o poder de realizar. São muitas, das mais simples como novas lixeiras turísticas e pintura de postes até resultados maiores como o centro de informações turísticas localizado na entrada da cidade que serve como sede do Movimento Preserve Pipa e assessora todas as pessoas que chegam na cidade.

Enfim, um exemplo de gestão participativa, onde o empresário, que na maioria das vezes chegou a Pipa com um sonho, empreendeu, mas se sentiu incomodado com as limitações do poder público. Para alcançar mais e realmente promover a sustentabilidade do paraíso que escolheu para chamar de casa, a união se mostrou como o caminho de sucesso.

Idiomas
Share via
Copy link
Powered by Social Snap